Escuteiros da Europa
Utilizador
Password
 
 
 
» Home » OS PAIS E O ESCUTISMO
Os pais e o Escutismo
Os pais confiam no Movimento ao confiar-lhe a sua criança; mas o Movimento necessita do seu apoio e presença ao longo de toda a vida escutista.

OS PAIS E A VIDA DAS UNIDADES
Os pais devem estar regularmente associados à vida das Unidades na qual estão inscritos os seus filhos: as reuniões regulares de pais permitem conhecer os Chefes, serem informados dos projectos de actividades, darem a conhecer a sua opinião sobre o funcionamento da Unidade e oferecer os seus serviços num plano material e logístico, em função da sua disponibilidade.

Esta ajuda, em si, é preciosa mas também é sinal de adesão ao Movimento e amizade pelos Chefes. Os pais não devem, no entanto, interferir no funcionamento pedagógico das Unidades.

As festas de Grupo são momentos de encontro e contribuem para criar um ambiente de amizade entre Chefes e pais e entre os próprios pais.

Nos Grupos podem criar-se “Associações de Pais e Amigos do Escutismo Europeu”. Ainda que estas associações sejam independentes do Movimento, a sua existência apoia o Movimento a um nível local.

Funcionam segundo estatutos-tipo, a definir a nível nacional, que prevejam que:
- a associação tenha por objectivo dar apoio moral e material às Guias e Escuteiros da Europa de um grupo ou localidade;
- os pais ou amigos, que dela façam parte, estejam necessariamente de acordo com a proposta educativa e os Textos Fundamentais do Movimento;
- a associação se comprometa formalmente a não intervir em caso algum e de forma alguma no funcionamento das Unidades ou Grupos; ela não possa ser considerada como porta-voz do Movimento e não tenha nenhuma prerrogativa para o representar em qualquer ocasião que seja;
- O Chefe de Grupo ou o Comissário de Distrito seja o vice-presidente por direito; os Chefes e Assistentes, bem como os conselheiros religiosos em actividade, sejam igualmente membros por direito.


OS PAIS E A PROGRESSÃO DAS CRIANÇAS
Os contactos pessoais entre os Chefes e os pais são necessários para informar da progressão de cada criança. Uma boa comunicação é indispensável para que o Escutismo produza plenamente frutos na vida de cada uma. Acontece com alguma frequência, nomeadamente na adolescência, o jovem desabafar na sua patrulha quando tem dificuldades com a família. Os pais devem apoiar-se inteiramente no Escutismo como espaço de manifestação da criança, e por isso, devem facilitar a sua participação nas actividades.
 
 
 
2008 © Associação das Guias e Escuteiros da Europa, Portugal - Todos os direitos reservados